Arquivos da categoria: Maternidade

Maternidade como ela é..

A demora dessa vez foi mais intensa, mas foi justificável. Queria me dedicar 100% ao Guilherme, e depois viria com algum relato pra vocês. Acho que a maternidade é mais complicada pra pais jovens e de primeira viagem. Ouvimos todos os tipos e  TODOS os conselhos possíveis e impossíveis também vale ressaltar. Os sobre o sono é a mais clássica e a mais verdadeira. Claro que não damos tanta importância porque é só quem viveu que sabe como realmente é. Mas tudo o que falam pra gente, é verdade.. a maioria:

– Você vive pra seu bebê
– Se o bebê ta dormindo, você tem que ir junto
– Refeições frias é o que passará a comer
– Pouquíssimas horas de sono pra você
– Cansaço, olheiras e bocejos é o que definirá você
– Nas primeiras semanas você pode não se sentir como mãe, sentir os piores sentimentos, querer chorar o tempo todo, não sentir o amor de mãe pelo seu filho ainda .. E principalmente essa falo por alguem que teve uma cesariana que EU acho que é pior, pelo fato de você não estar 100% bem pra cuidar de você e do seu bebê.

Em muitos blogs de maternidade eu só vejo um mar de rosas, nunca relatam as piores partes, ou partes ruins do pós-parto e o durante. Pra mim não foi a melhor sensação do mundo fazer parto cesáreo, foi desconfortável onde deitei, tomar agulhada nas costas e mão, não sentir e nem ver direito meu filho, dormir sem querer na cirurgia (rsrs), tão dopada a ponto de nem conseguir chorar (porque eu sentia vontade mas não vinham as lágrimas), não sentir minhas pernas e a parte do corpo em cima todo formigando. E aí você segue pro seu leito e fica deitada o tempo todo, e MINHA NOSSA SENHORA, quando eu levantei do leito pra ir tomar o primeiro banho, eu fui no céu e fiquei um TEMPÃO por lá ! kkk, Se não fosse minha mãe, eu não iria saber que tinha desmaiado, porque ja acordei na cama.

Mas tem uma coisa na maternidade que a natureza fez TÃO bem, que foi deixar nossa memória MUITO fraca a ponto de nos fazer esquecer dos perrengues que passamos. Não sei se é o cansaço que vai aumentando a cada dia, semana, mês.. ou se é assim mesmo, hahaha. Já vi muitas mães falarem isso.. E é também por esse motivo que lá na frente, o desejo de ter outro às vezes brota na gente.

Hoje o Gui ta com 2 meses, 5,480g, 59cm. Parece que tem quatro de tão esperto que tá. Ele já fica reto, levanta a cabeça quando de bruços, já virou sozinho 3 vezes, acompanha as pessoas, fica ligadão em cores fortes, responde nossos sorrisos, começando a dar gargalhadas.. Fico impressionada com coisas tão simples, como o fato dele já saber tossir, espirrar, fazer biquinho quando chora, geme quando dorme.. são gestos absurdamente lindos que fico apaixonada e o que eu mais amo é quando ele boceja e faz aquele barulho, parecendo que ta suspirando junto, kkkkk .. coisas de mãe..

2MEIS

gui-e-zaum

 IMG-20151031-WA0007

Maternidade… Nunca imaginei que seria TÃO, mas TÃO cansativo, que demandaria bastante de paciência, que seria possível ter sentimentos ruins, que desejaria TANTO ter 3h, pelo menos, seguidas de sono, que ficaria tão dolorida. É difícil mas é realmente bom. Claro que compensa sim todo o seu cansaço, so quem vive sabe o que é passar a madrugada inteira acordada porque o baby não quer dormir, fica acabada mas se derrete e esquece quando vê aquele sorriso banguela. Não tem jeito, maternidade é com certeza “Padecer no paraíso”.

É maravilhoso ver a evolução de nossos bebês no dia a dia, ficamos orgulhosos com o que parece ser tão pouco ou besta, mas é a questão de vê-los com saúde e conseguirem dar seus passos que nos faz amar ainda mais o fato de ser pais, e nos tornarmos mais abestalhados, rsrs.

Vou tentar publicar com mais frequência no blog, mas é bastante difícil com a nova rotina. Fiz esse post todo na madrugada, nas horas que ele acordava, rsrs. De qualquer forma obrigada pelos comentários, e as visitas contínuas aqui. Tenham um ótimo final de semana.

IMG-20151029-WA0012

titylo

E depois de 13 dias de puro amor, cansaço, cuidados, olheiras, pescadasdecabeça, musculosdoloridos cá estou eu pra fazer o relato do nascimento do nosso Gui. O post vai ser meio extenso, mesmo resumido, rsrs. Mas de qualquer forma, pra quem interessar, espero que gostem.

Continue lendo

Leitura na gestação

  Sei que no post anterior eu tinha falado que no próximo iria postar as fotos do ensaio pro Book, mas como ainda não recebemos as fotos -#tristezafeelings-, falarei sobre outro assunto. Nesses meses de gestação tenho lido 3 livrinhos magníficos ! Os dois primeiros :

livros

  1. O primeiro se chama “O que esperar quando você está esperando“. É um dos livros mais famosos aqui e mais vendido nos EUA. Eu recomendaria pra qualquer gravidinha, eu adorei MUITO a linguagem dele. Não é aquela coisa séria e somente informativa, é um tipo “perguntas e respostas”, até coisas que eu pensava que não achei que estaria em um livro, estão lá, rsrs. Ele começa com uns capítulos abrangendo tudo sobre a gravidez, e depois começam os capítulos por mês da gestação, desde sintomas, alimentação, relação sexual, doenças, anestesias até o puerpério! Gostei bastante !
  2. O segundo se chama “Minha gravidez e meu bebê“. Eu gostei dele, ainda mais pelas figuras, -exemplo-, mostrando as posições pra facilitar no parto, massagens, lista de nomes, formação do bebê a cada semana, plano de parto, mala da maternidade, e ele acompanha você até o baby estiver com 2 anos. É de GRANDE ajuda esse livro! Gostei dos dois igualmente, mas eu namoro mais esse segundo! Rsrs.

 

livrosgui

 

E esse livrinho foi o primeiro que comprei pra Gui, tenho lido ele quase toda noite, mas começo e ja fico com sono (sono de grávida -24h- e não que seja chato) então to demorando de terminar essa finura de livro ! kkk Mas enfim, pra dizer a verdade, nunca parei pra saber a história desse livro, que é BEM famoso por sinal, e até recentemente foi lançado o filme. To gostando do livrinho, e vou ler bastante ainda pra Gui, diversas e outras vezes :)

“Antoine de Saint-Exupéry partiu para Nova York no fim de Dezembro de 1940, onde começou a desenhar, na frente aos editores, o recorrente menino de cabelos rebeldes. Quando lhe perguntavam, respondia: “Não é nada de mais, é apenas o garoto que existe no meu coração.”

  É um dos personagens mais famosos e queridos de todos os tempos, que empolga crianças e adultos com ensinamentos inesquecíveis. Sua história deixa marcas pela forma simples de suas mensagens de otimismo, simplicidade e amor ao nosso planeta. “

Fonte: O pequeno príncipe

 

Então é isso, fiquei bastante ansiosa pra ver esse filme -ADORO filmes de desenho-, ainda estou ME devendo “Divertida Mente” ;___; , e no próximo post estarei colocando as fotos do nosso ensaio -prometido-.

:*